sábado, 21 de março de 2009

SEREIAS E AS ÁGUAS DA VIDA



SEREIAS E AS ÁGUAS DA VIDA

No mito celta da criação, o poder da mulher é exaltado.

Para nossos primeiros ancestrais a capacidade de dar à luz era clara. O papel do homem na produção de uma nova vida era incerto.

Mas para os celtas o mar era a Mãe de toda a vida e, na maioria das histórias, é o único responsável pelo crescimento e renascimento.

O mar, o oceano, o lago, as cachoeiras, os rios, tudo isso representa as águas da vida dentro de um útero feminino.

As águas conservam tesouros secretos, reinos encantados e criaturas estranhas, cujo conselho esquecemos ou distorcemos, para nosso próprio risco.

A mitologia celta esta cheia dos MERROW ou pessoas do mar, de sereias, meio peixe meio humana, que agem como curandeiras, Guardiãs da Água e restauradoras da vida.

A mais importante lição da história da sereia é sobre como escutar as respostas curativas vindas do mundo em volta de nós. Ervas medicinais, óleos e cristais; o poder da canção; e o elemento Água são ferramentas de fortalecimento usadas pelos MERROW para curar.

Histórias de sereias existem em todos os países. Até as regiões sem litoral contam histórias da magia do s Merrow, ou Povo do Mar.

Um comentário:

Rosane Maria disse...

Oi, gostei do seu texto, estava pesquisando sobre sereias para postar algumas informações sobre elas no meu blog, mas poucos sites contem informações boas sobre elas, a não ser as mais comuns de que elas seduzem homens e os levam para a morte,você mostrou um outro lado dos seres da água.